USINA SOLAR EM JANAÚBA GERA EMPREGOS

Foi oficialmente inaugurada na manhã desta quinta-feira, 14 de fevereiro, a Usina Solar Fotovoltaica Janaúba (UFV Janaúba), no KM 18 – Rodovia MG 401. A UFV Janaúba é a primeira usina da CEMIG GD em sociedade com a MORI ENERGIA, destinada ao atendimento a clientes de baixa tensão, comércio e pequenas indústrias. O foco do investimento é o desenvolvimento de Minas Gerais, hoje o estado que mais gera energia elétrica por meio de usinas fotovoltaicas, segundo dados da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar).

JANAUBA MG USINA SOLAR
JANAUBA MG USINA SOLAR

Além da geração de emprego e renda (são 150 empregos gerados durante a montagem, grande parte de Janaúba), sua implantação ocasiona na potencial redução dos

custos de energia para os clientes em torno de 15% e propicia a geração de energia limpa e sustentável.

JANAUBA
JANAUBA

Presentes na cerimônia, representando o Município de Janaúba, estavam o Prefeito Municipal, Carlos Isaildon Mendes; o Vice-Prefeito Municipal, Sargento Elton Freitas; e o Secretário Municipal de Desenvolvimento Econômico e Agronegócios, Walter Moreira Abreu.

Isaildon agradeceu aos investidores da usina pela parceria de resultados. “Vamos nos empenhar para valorizar esse investimento, agregando políticas sociais que possam potencializar esse empreendimento. Em nome do povo janaubense, agradeço aos empresários que contribuíram para concretizar esse sonho de tornar Janaúba uma das referências em energia solar fotovoltaica”, disse.

Participaram do ato de decerramento da placa da 1ª UFV Janaúba, o Diretor Geral de Gestão de Participação da CEMIG, Daniel Faria Costa; e o Diretor do Grupo Mori Energia Solar, Edson Shiraga.

O investimento da construção foi de 18,5 milhão e a usina ocupa uma área de 230.000 m², o equivalente a 27 campos de futebol. A energia gerada pelas 16 mil placas fotovoltaicas de 5,2 MW é o suficiente para abastecer 5000 residências. A usina contribuirá para a redução na emissão de mais de 7,7 mil toneladas de CO2, o equivalente ao plantio de mais de 181 mil árvores todos os anos. As placas captam a irradiação solar, um insumo abundante no norte de minas, e será utilizada para comerciantes do Mercado Central de Belo Horizonte e por empresas associadas à FIEMG.

Deixe uma resposta